Inicio » Colunistas » Aldeci Xavier » Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

HUMBERTO E ATHOS

Uma cena que parecia impossível em véspera de final das convenções, aconteceu no final da tarde de terça-feira (02), mais precisamente às 17h40. Trata-se de reunião ocorrida na residência do candidato a prefeito por Montes Claros, Athos Avelino, com o também candidato Athos Avelino. O fato foi registrado pela companheira jornalista Ana Paixão. Pelo relato, provavelmente a reunião já teria acontecido e estes estavam na porta da residência se despedindo. Certamente, não imaginavam que por ali passaria uma jornalista. Vale lembrar que além de Athos e Humberto, no local tinha ainda uma mulher que a nossa companheira jornalista não conseguiu identificar. O certo é que todos estão curiosos para saber o teor da conversa e o acordo proposto.

NEM AGORA, NEM DEPOIS

Na pior das hipóteses, o encontro, no final da tarde desta terça-feira, entre Athos Avelino e Humberto Souto demonstra que os dois estão mais afinados do nunca e que existe um acordo antecipado de caminharem juntos. Souto acredita que será ele o nome que irá para o segundo turno com Ruy Muniz e vai contar com o apoio de Avelino, independentemente do que pensa o Rede Sustentabilidade, ou até mesmo o PT, até então parceiro de coligação na majoritária. A surpresa ficou por conta de uma nota divulgada por Avelino nas redes sociais, no final da tarde de ontem, agradecendo a todos que manifestaram apoio a sua pré-candidatura a prefeito, mas que, por razões pessoais e familiares, não será candidato nas eleições de 2016.

OUVIDO DE MERCADOR

Ainda no início da noite de terça-feira, o encontro entre Humberto e Athos chegou ao conhecimento da direção do PT, que nesta altura do campeonato preferiu “fazer ouvido de mercador”, até mesmo por não ter para onde correr, ou nome para sair em faixa própria na disputa majoritária. Ontem (03), às 14h30, a executiva do PT de Montes Claros, acompanhada de integrantes do Rede, foram tomar um ‘chá da tarde’ na residência de Athos Avelino. Tentamos fazer contato com a direção do partido, mas até o fechamento da coluna, não conseguimos contato.

ATHOS FORA

Mesmo com tantos acontecimentos inusitados, a surpresa ficou mesmo por conta de uma nota divulgada nas redes sociais por Athos Avelino, no final da tarde de ontem, agradecendo a todos que manifestaram apoio a sua pré-candidatura a prefeito, mas que, por razões pessoais e familiares, não será candidato nas eleições de 2016.

PDT AMEAÇA CANDIDATOS

Reunião ocorrida na noite de terça-feira na residência do deputado Carlos Pimenta com a cúpula do seu partido (PDT), com a participação dos dois vereadores da agremiação (Raimundo do INSS e Marly Alves), o líder pedetista, em tom de ameaça, deixou bem claro que quem não seguir a decisão da agremiação de apoiar a chapa majoritária encabeçada pelo ex-deputado federal Humberto Souto sofrerá as punições previstas no estatuto. Disse ainda que já está definida a coligação na proporcional com o próprio PPS de Souto. Durante a reunião, cujo lanche desceu meio atravessado, os ocupantes de cargo de confiança na Prefeitura de Montes Claros, Jeferson Tolentino e Toninho da Cowan, argumentaram que não deixarão o cargo porque têm projetos a serem concluídos. O interessante é que não confirmaram se vão “subir no palanque” de Ruy Muniz. A professora Salete Nether não compareceu à reunião pelo fato de se recuperar de uma cirurgia.

QUESTÕES ÉTICAS

Por questões éticas, vejo que tem militantes do PDT que ocupam cargo estratégico na administração municipal se aproveitando deste momento para fingir de morto, de forma a não se sentir constrangido em continuar ornamentando a folha de pagamento, mesmo o seu partido tendo optado tomar caminho contrário aos interesses do grupo político da administração. Por questões éticas, entendo que é de bom tom esvaziar as gavetas e seguir a decisão do partido já que foi por ele que chegou ao cargo que ocupa.

JACARÉ É O PORTA VOZ

Até então, tenho feito poucos comentários em relação às articulações em Montes Claros. Pelo visto, acordos que pareciam impossíveis estão acontecendo. A princípio, as especulações de que a ex-deputada estadual, Ana Maria Resende (PSDB), esposa do ex-deputado Jairo Ataíde (DEM), poderia compor chapa com o ex-deputado Humberto Souto (PPS) foi confirmada na manhã de ontem. Na parte da tarde, estava previsto um encontro cujo mediador tem sido o empresário Celso Jacaré para tentar bater o martelo. Aliás, na noite da própria terça-feira, o fato foi dado como consolidado durante reunião do PDT ocorrida na residência do deputado Carlos Pimenta. Pelo visto, os ataques e acusações entre Jairo Ataíde e Humberto Souto nas eleições de 2012 é coisa do passado. Então tá!

Por Aldeci Xavier

Aldeci Xavier
Aldeci Xavier

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).