Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Programa de Revitalização de Pastagens Degradadas em Montes Claros

Montes Claros – Programa de Revitalização de Pastagens Degradadas em Montes Claros

Montes Claros – Programa de Revitalização de Pastagens Degradadas em Montes Claros

Iniciativa prevê a realização de seminários e implantação de unidades demonstrativas.

Montes Claros - Programa de Revitalização de Pastagens Degradadas em Montes Claros
Montes Claros – Programa de Revitalização de Pastagens Degradadas em Montes Claros

 

Promover ações voltadas para a recuperação e revitalização das pastagens no município de Montes Claros, Norte de Minas. Esse é o objetivo do Programa Municipal de Incentivo à Revitalização das Pastagens Degradas.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

Hoje, terça-feira (27/09), acontece mais um seminário sobre o programa, na comunidade Canto do Engenho, no centro comunitário da Associação dos Pequenos Produtores de Canto do Engenho, a partir das 13h.

A iniciativa é da Emater-MG e conta com a parceria da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Empresa de Pesquisa de Minas Gerais (Epamig), Universidade Estadual de Montes Claros, Banco do Nordeste, Banco do Brasil e Secretaria Municipal de Agricultura.

Segundo o extensionista da Emater-MG, José Arcanjo Marques, a proposta do seminário é incentivar os agricultores a adotarem práticas de conservação de solo e água nas áreas de pastagens degradadas, visando a melhoria da infiltração de água no solo.

“A ideia de implantar esse programa em Montes Claros se justifica pela necessidade que os pecuaristas e agricultores familiares têm de recuperar suas áreas de pastagem de forma duradoura e definitiva, uma vez que os estudos constatam a degradação de grande parte das gramíneas e forrageiras do município”, diz José Marques.

Até agora já foram realizados cinco seminários nas comunidades de Riachinho, Santa Rosa de Lima, Tabuas, Ermidinha e Cana Brava. Os próximos encontros estão previstos para outubro, nas comunidades de São João da Vereda e Nova Esperança. Ainda não foram definidas as datas. Mais informações sobre os seminários pelo telefone: 38 3212-1603.

Unidades Demonstrativas

De acordo com o extensionista da Emater-MG, Charles Ramos Alves, todas as ações destacadas nos seminários, como análise do solo, adubação, plantio de sementes de capim e leguminosas serão colocadas em prática até novembro. Segundo ele, o programa prevê a implantação de quatro unidades demonstrativas no município.

“Nessas unidades serão feitas a análise, correção, subsolagem e adubação do solo. Depois haverá a construção de terraços e bacias de captação de águas de chuva, que evitam erosão e ajudam na infiltração de água no solo. Por último será feito o plantio da pastagem”, afirma Charles Alves.

O técnico da Emater-MG ressalta que, nessas unidades demonstrativas, será implantado o sistema de Integração Lavoura e Pecuária. Nesse caso será feito o plantio consorciado de capim com sorgo ou milheto. Tanto o sorgo quanto o milheto poderão ser utilizados para a produção de silagem para servir de alimentação complementar para o gado no período de seca. “Essas unidades servirão de modelo e para a conscientização dos produtores sobre as práticas corretas com o solo e a implantação de forrageiras adequadas para a região”, disse Alves.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros - PM procura por autores de roubo a posto de saúde no bairro Morada do Sol

Montes Claros – PM procura por autores de roubo a posto de saúde no bairro Morada do Sol

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).