PUBLICIDADE



Fenics 2017
Inicio » Mais Seções » Curiosidades » Copa 2014 – Papa Francisco ‘brinca’ com arcebispo brasileiro por gol contra de Marcelo

Copa 2014 – Papa Francisco ‘brinca’ com arcebispo brasileiro por gol contra de Marcelo


Reviewed by:
Rating:
5
On 16 de junho de 2014
Last modified:16 de junho de 2014

Summary:

Copa 2014 - Papa Francisco 'brinca' com arcebispo brasileiro por gol contra de Marcelo

A clássica rivalidade futebolística entre Brasil e Argentina marca presença onde quer que se encontrem um brasileiro e um argentino. E com a bola rolando na Copa do Mundo, nem mesmo um encontro de arcebispos, no Vaticano, passou imune às “zuações”.

Copa 2014 - Papa Francisco 'brinca' com arcebispo brasileiro por gol contra de Marcelo
Copa 2014 – Papa Francisco ‘brinca’ com arcebispo brasileiro por gol contra de Marcelo

O portenho Papa Francisco, torcedor do San Lorenzo, lembrou o gol contra de Marcelo, na estreia da seleção canarinho do Mundial, logo que foi cumprimentar o arcebispo Muriel Krieger. Com um sorriso no rosto, ele apontou para a garganta e disse: “o primeiro gol do Brasil deve ter ficado aqui”. Com bom humor, o brasileiro apenas sorriu de volta, em meios aos risos dos outros presentes ao encontro.

No Brasil, o Papa acabou ganhando  mais fama no meio do futebol depois de o San Lorenzo eliminar o Cruzeiro na Libertadores e ficar com a vaga nas semifinais. Os torcedores da equipe não se cansam dizer que “o Papa está com eles” e apostam na vitória do clube hermano, que está nas semifinais da competição sul-americana.

Fonte: Super FC


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaços abaixo são destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail valido).