Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

Curso Instalador Energia Solar

MG – Polícia de Juiz de Fora já identificou 10 suspeitos de estuprarem menina de 13 anos

MG – Polícia de Juiz de Fora já identificou 10 suspeitos de estuprarem menina de 13 anos

A Polícia Civil já identificou 10 suspeitos de estuprarem uma garota de 13 anos em Juiz de Fora, na Zona da Mata, no último fim de semana.

MG - Polícia de Juiz de Fora já identificou 10 suspeitos de estuprarem menina de 13 anos
MG – Polícia de Juiz de Fora já identificou 10 suspeitos de estuprarem menina de 13 anos.

 

Entre eles, apenas dois homens são adultos. A adolescente foi mantida em cárcere privado e foi violentada durante pelo menos 12 horas. Pelo menos dois vídeos feitos pelos suspeitos comprovam o crime.

De acordo com informações da delegada Ângela Fellet, diligências foram feitas nessa terça-feira (28) e continuam nesta quarta (29) nos bairros Vila Ideal e Furtado de Menezes para tentar localizar três possíveis residências onde os crimes teriam acontecido.

Seis suspeitos já foram qualificados pelo crime. Eles foram ouvidos na delegacia e permanecem sob custódia da Polícia Civil. Em depoimento à delegada, os adolescentes disseram que tiveram prática de sexo oral com o consentimento da vítima. Restam agora quatro suspeitos a serem qualificados.

Na manhã desta quarta-feira também foi ouvida uma jovem que estava com a vítima no dia do crime. Ao longo do dia outra testemunha também deverá ser ouvida.

A delegada irá concluir a primeira fase das investigações para indiciar os suspeitos e providenciar a apreensão dos adolescentes envolvidos e a prisão dos adultos. Por enquanto, eles continuam sob custódia da Polícia Civil.

Dois vídeos foram analisados pela delegada, que confirmou que pelas imagens é possível identificar o crime de estupro. Um deles chegou a ser postado no Facebook por um dos suspeitos mas já foi retirado da rede.

O crime

Na noite do crime, a adolescente havia ido a uma festa junina com a família. Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar, ela deixou o local um tempo depois com o namorado e um casal de amigos. Eles foram até uma casa abandonada que, segundo Ângela Fellet, da Delegacia de Mulheres, é  um ponto muito usado para o uso de drogas e encontros de casais.

Em depoimento à Polícia Civil, na segunda-feira, a menina contou que os suspeitos invadiram o imóvel, três deles armados, e renderam o grupo. A amiga e os dois homens foram liberados em seguida – a garota, também menor, seria parente de um membro da gangue.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *