Inicio » Mais Seções » Beleza » Beleza – A importância estética do rosto

Beleza – A importância estética do rosto

Beleza – A importância estética do rosto

São diversos os procedimentos da face que podem mudar a autoestima.

Beleza - A importância estética do rosto
Beleza – A importância estética do rosto

 

O rosto é uma parte importante do corpo para muitas pessoas. Apesar das maiores queixas com o corpo estarem relacionadas à barriga, a face é o cartão de visitas de qualquer pessoa e, por isso, pode incomodar bastante. Uma simples espinha já deixa muita gente de cabelo em pé, e não importa a idade, os motivos são inúmeros: pele que denuncia a idade, nariz grande ou de batata, testa enrugada, bochechas para dentro, rosto redondo demais etc.

Cirurgia em excesso nunca faz bem, afinal o objetivo não é mudar totalmente quem você é, mas sim realizar uma vontade da pessoa, tornando a face mais agradável com relação a algo que lhe incomoda. “Muitas pessoas acham que a plástica é bobagem, mas a aparência pode afetar a pessoa emocionalmente, sofrer bullying e trazer grandes problemas emocionais. Se é pelo bem-estar, a cirurgia correta é sempre bem-vinda”, afirma o diretor do Centro Nacional – Cirurgia Plástica, Arnaldo Korn.

São muitas as cirurgias voltadas para a face. Entre as mais procuradas está a rinoplastia, já que o nariz dita todo o contorno do perfil e isso pode incomodar muita gente. Durante a cirurgia é possível mexer em toda a sua estrutura, no osso, na cartilagem, na pele, reestruturando a face e corrigindo as desproporções que antes causavam desconforto. A mentoplastia é outra cirurgia que busca corrigir o posicionamento do queixo. Uma prótese de silicone pode ser inserida ou o avanço do osso, dependendo dos resultados que se desejam obter. Estes dois procedimentos formam um perfil perfeito e podem ser feitos em uma única cirurgia, conhecida como perfiloplastia, que consiste na harmonização da face quando vista de lado. Ela é indicada para pessoas que possuem uma desproporção entre os tamanhos do nariz e do queixo.

“Essas desproporções são diagnosticadas pelo cirurgião, onde são feitos exames que indiquem a necessidade deste procedimento ou não”, afirma Korn. Existem outros procedimentos que vão em coisas mais imperceptíveis ao olhar, mas que esteticamente podem incomodar bastante, como a blefaroplastia, que corrige alterações nas pálpebras, que dão um aspecto de tristeza e cansaço com o passar dos anos; a ritidoplastia, que é feita quando a pele perde elasticidade e musculatura, que ocasionam rugas no rosto; e a bichectomia, que é a retirada parcial de gordura da bola de Bichat, que fica dentro das bochechas, fazendo o rosto parecer mais arredondado do que realmente é.

Vale lembrar que nenhuma cirurgia visa mudar traços, mas sim melhorar as expressões para que a pessoa se sinta mais à vontade e feliz com a sua aparência, e hoje em dia está ainda mais fácil realizar o sonho da cirurgia plástica, através dos financiamentos que trabalham inclusive com médicos e redes credenciados confiáveis, sem oferecer riscos aos pacientes.

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaços abaixo são destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail valido).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *