Publicidade

Inicio » Mais Seções » Beleza » Beleza – Brincos pequenos e delicados cedem lugar a modelos exuberantes

Beleza – Brincos pequenos e delicados cedem lugar a modelos exuberantes

Beleza – Brincos pequenos e delicados cedem lugar a modelos exuberantes

A associação entre a moda e o exagero não é necessariamente uma novidade. Lá nos anos 80, quando os visuais eram demasiadamente coloridos e ousados, exagerar era uma prática quase obrigatória. Extraídos dessa época, os brincos extra-grandes foram apostas quase unânimes nas passarelas das recentes semanas de moda internacionais, principalmente em Nova York. E, no quesito acessórios, não teve colar, pulseira, anel ou óculos que roubasse tanto a cena quanto os gigabrincos.

Beleza - Brincos pequenos e delicados cedem lugar a modelos exuberantes
Beleza – Brincos pequenos e delicados cedem lugar a modelos exuberantes

 

E os modelos são para todos os gostos. Tom Ford “pesou a mão”, sem dó nem piedade, e desfilou argolas gigantes e incrementadas, assim como brincos extremamente robustos. As grifes Prabal Gurung e Zimmermann fizeram modelos mais delicados, mas com comprimentos que ultrapassavam os ombros – quase como um prolongamento do cabelo.

Outras boas novidades são os brincos assimétricos, como os de Phillip Lim, que investiu em modelos longos e poderosos, porém, um diferente do outro. Na orelha, o efeito é diferentão – e impactante.
Brincos delicados, porém nada discretos, fazem parte do repertório do designer Carlos Penna desde sua primeira coleção. “Inseri brincos mais alongados, com placas coloridas e inspirados na arquitetura dos móbiles. São peças muito fininhas e leves, mas bem grandes”, descreve ele, referindo-se a modelos que chegam a até 20 centímetros, fruto da parceria com a marca (também mineira) Apartamento 03.

“No início, todo mundo falava que a peça era muito exagerada e que batia no pescoço, mas quem quer usar, vai se adaptando”, sugere.

Para as mais contidas em relação a acessórios, a dica é usar a peça em apenas uma das orelhas, para um visual também descolado. É por isso que todos os brincos desenvolvidos por Carlos Penna têm a opção de serem vendidos o par ou individualmente. “O brincão é uma peça que vira destaque no look, além de alongar a silhueta”, acredita Penna.

A designer de joias Bruna Gasparini engrossa o coro. Produzindo peças delicadas em ouro e prata, ela acredita que um brinco poderoso tem a mesma responsabilidade que qualquer outra peça na produção. “O acessório expressa muito na roupa e ele sempre é o destaque”, acredita ela, que desenvolveu modelos que chegam até a clavícula – também diferentes para cada orelha –, já antenada às referências internacionais. “A pesquisa de joias, atualmente, está no mesmo patamar de uma pesquisa para uma coleção de roupas, por exemplo. Agora, prezamos pelo designer de orelhas e por peças que expressam a personalidade”, esclarece.

Aliviar a gravidade. A boa notícia é que os modelos singelos, mas enormes, têm um trunfo no que tange ao tema “conforto”: a primazia no uso de materiais leves, que não pesam na orelha e não geram incômodo. “Prezo por soluções para que a peça fique bem leve, apostando em materiais como metais, resina ou borracha e outros que ajudam a reduzir o peso”, disse Carlos Penna.

Bruna também não descarta a importância do conforto da peça. “Tudo é muito leve. Às vezes, faço modelos de pressão no lugar na tarraxa, que sejam confortáveis para a orelha e deem prazer de usar”, finaliza.

Leia Também

Acesse agora as promoções de passagens de aéreas nos voos de Montes Claros para SP e Porto Seguro

* Por: da redação - 21 de setembro de 2018. Nesta sexta-feria (21/09) é possível …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *