Inicio » Esporte » Brasileirão » Brasileirão 2018 – Cruzeiro cria chances para vencer, mas fica apenas no empate em Salvador

Brasileirão 2018 – Cruzeiro cria chances para vencer, mas fica apenas no empate em Salvador

Brasileirão 2018 – Cruzeiro cria chances para vencer, mas fica apenas no empate em Salvador

Mano escalou um time reserva visando o compromisso contra o Flamengo, na quarta, pela Libertadores.

O Vitória abriu o marcador no Barradão, mas o Cruzeiro conseguiu buscar o empate
O Vitória abriu o marcador no Barradão, mas o Cruzeiro conseguiu buscar o empate

 

Foi um pontinho conquistado em Salvador, mas o Cruzeiro poderia ter conseguido mais. Mesmo com um time totalmente reserva por causa do compromisso pela Libertadores, no meio de semana, a equipe celeste fez uma boa apresentação, mas ficou só no empate em 1 a 1 com o Vitória, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado, no entanto, aumenta para três a sequência sem vitórias na competição – são duas derrotas e um empate no período. São muitas frentes e, por isso, é preciso segurar algumas peças importantes. O time até que criou, mas pecou nas finalizações, sendo que duas delas pararam na trave. O goleiro Rafael fez importantes intervenções na partida.

O foco é no compromisso diante do Flamengo, na quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa Libertadores e, por isso, o técnico Mano Menezes optou por uma equipe toda reserva no Barradão, chance para os suplentes mostrarem seu valor.

Mas para quem tem um elenco qualificado tem que se impor tecnicamente, ainda mais diante de um adversário que briga contra o rebaixamento. E foi o que aconteceu. A Raposa se mostrou à vontade e construiu pelo menos quatro boas oportunidades de marcar na primeira etapa, entre elas, uma bola na trave de Rafael Sóbis.

Na volta da segunda etapa, o time baiano ensaiou investidas, mas o Cruzeiro manteve a pegada. De novo, Rafael Sóbis acertaria o travessão de Ronaldo. A resposta rubro-negro foi na mesma moeda, com Neilton carimbando o poste inacreditavelmente com o gol aberto.

O time da casa, então, voltou a se animar, a partir do momento em que a equipe celeste passou a afrouxar na marcação. Na bobeada da zaga, Murilo derrubou Neilton no limite da área e o atacante abriu o marcador para o time baiano aos 26 min. Os cruzeirenses reclamaram que o a falta aconteceu fora da área.

Já com Arrascaeta em campo, o Cruzeiro reagiu rápido. Na falta cobrada pelo uruguaio, Manoel testou para as redes aos 30 min. Nos acréscimos, de novo Manoel tocou de cabeça para as redes, mas o árbitro Eduardo de Aquino Tomaz Valadão anulou o gol que seria da virada celeste. O juiz viu empurrão do jogador cruzeirense no lance.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *