Matrículas Aberta - Escola Adventista

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Homem condenado por matar a mulher é preso por tráfico no Norte de Minas

Norte de Minas – Homem condenado por matar a mulher é preso por tráfico no Norte de Minas

Norte de Minas – Homem condenado por matar a mulher é preso por tráfico no Norte de Minas

Norte de Minas – Um homem procurado pela Justiça desde 2015, por ter matado a mulher a tiros em 2002, e que tinha mandado de prisão expedido pelo Tribunal do Júri de Belo Horizonte, foi identificado e preso em outra investigação envolvendo uma quadrilha de tráfico de drogas, da qual ele é suspeito de participar.

Norte de Minas - Homem condenado por matar a mulher é preso por tráfico no Norte de Minas
Norte de Minas – Homem condenado por matar a mulher é preso por tráfico no Norte de Minas

 

José Moreira Macário, de 49 anos, vivia em um sítio às margens do Rio das Velhas, no município de Lassance, no Norte de Minas, e se identificava pelo apelido de Deca para não ser descoberto e preso. Mas, uma denúncia de que ele estaria envolvido com o tráfico de drogas levou policiais da capital até ele.

Com o preso, a polícia não encontrou drogas e nem armas. No entanto, agora ele vai cumprir os 14 anos de prisão pela morte da mulher.

O homicídio foi em 2002, quando ainda não havia a tipificação de feminicídio. O crime foi no Aglomerado Alto Santa Lúcia, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. O homem, que já tinha o costume de agredir a mulher, segundo a polícia, a matou com vários tiros na frente de uma criança, filho do casal. Ele foi julgado em 2015 e, desde então, estava foragido.

A prisão de José Moreira aconteceu no domingo e ele está recolhido no Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (Denarc), no bairro São Cristóvão, região Noroeste da capital. Na manha desta terça-feira, ele foi levado para exame de corpo de delito. Na saída, disse que estava arrependido por ter matado a mulher, Maria Pereira Rodrigues, e pediu perdão ao filho, hoje já adulto.

Investigação

O chefe da 2ª Delegacia de Combate ao Narcotráfico, delegado Rodolpho Tadeu Machado, conta que o preso matou a mulher a tiros durante uma discussão, por motivo fútil, segundo ele.

O homem já tinha um histórico de maltratar a companheira, segundo a polícia. O delegado conta que o nome de José Moreira surgiu durante uma investigação envolvendo uma quadrilha de tráfico de drogas que age no Sul de Minas, região Norte do Estado e na região metropolitana de Belo Horizonte.

O preso já tinha passagens por tráfico em Ribeirão das Neves, na região metropolitana. “Conseguimos localizá-lo a quase 300 quilômetros de Belo Horizonte”, comentou.

A informação é que Deca estaria escondendo drogas no sítio onde vivia, às margens do Rio das Velhas. Com ele, a polícia não encontrou nada de ilícito, mas a participação dele no tráfico de drogas continua sendo investigada, segundo o policial. A quadrilha é especializada na venda de cocaína e maconha, informou Rodolpho.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *