SMART FIT - MONTES CLAROS

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Minas Gerais » MG – Estado de Minas Gerais tem mais de uma vintena de pontos de combate a incêndios nesta segunda-feira

MG – Estado de Minas Gerais tem mais de uma vintena de pontos de combate a incêndios nesta segunda-feira

MG – Estado de Minas Gerais tem mais de uma vintena de pontos de combate a incêndios nesta segunda-feira

MG – Nesta segunda-feira (23), são 23 ocorrências em combate de acordo com o Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema).

MG - Estado de Minas Gerais tem mais de uma vintena de pontos de combate a incêndios nesta segunda-feira
MG – Estado de Minas Gerais tem mais de uma vintena de pontos de combate a incêndios nesta segunda-feira

 

Segundo o Sisema, os incêndios ocorrem em Belo Horizonte e cidades da Grande BH e interior. São elas: Montes Claros, Betim, Santa Luzia, Diamantina, Uberlândia, Sabará, Moeda, Lagoa Santa, Conceição do Mato Dentro, Ouro Preto, Alagoa, Ouro Branco, Marliéria, Timóteo, Bonito de Minas, Joaquim Felício, Santa do Riacho, Aiuruoca, Potê, Buenópolis, Januária e Serro.

Em Brumadinho, na Grande BH, os militares têm dificuldade de controlar o incêndio que destrói a mata de preservação da Copasa desde sábado (21). O fogo oferece risco de afetar o abastecimento de água em Belo Horizonte e de chegar a imóveis.

De acordo com os militares, 20 brigadistas da empresa de água ajudam no controle do fogo, mas o local é de difícil acesso, com caminhada de cerca de uma hora, em trilhas, com riachos e água acima da cintura. Além disso, um desfiladeiro impediu o avanço das equipes terrestres. Por isso, os agentes solicitaram apoio aéreo para a área.

Em Moeda, também na Grande BH, o incêndio na Serra é monitorado desde a tarde da última quarta-feira (18). Ainda não há previsão de extinção do fogo.

Norte de Minas

Um incêndio destruiu 50 hectares de uma fazenda em Francisco Sá, no Norte de Minas, nesse domingo (22). Segundo o Corpo de Bombeiros, 80 mil litros de água foram utilizados para debelar as chamas, que consumiram o espaço rapidamente devido aos fortes ventos no local.

O fogo foi controlado por volta das 17h30. De acordo com o dono da terra, o incêndio teve início às margens da BR-251 e propagou-se para a fazenda rapidamente apesar de o local estar aceirado – ou seja, de haver uma faixa de segurança sem vegetação em torno da propriedade.

Além de atenderem em Francisco Sá, os militares de Montes Claros também cuidaram de outros três focos de incêndio na própria cidade, no mesmo dia. No primeiro caso, 200 litros d’água foram usados para controlar o fogo em vegetação em área de 200 metros quadrados no bairro Vilage do Lago.

Em outro local, em terreno de propriedade da UFMG, o fogo queimou área de pastagem de dois hectares. O incêndio foi controlado com bombas costais, abafadores e cerca de 4 mil litros d’água.

Por fim, o fogo de uma área de mata no bairro Jardim Eldorado, que trazia risco de propagação para a Serra da Pedreira, foi controlado após o uso de 100 litros de água. Um hectare foi destruído.

Por Anderson Rocha

Aviso

  • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *