Vaga no Bolso

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Minas Gerais » MG – Barragens de três cidades mineiras vão passar por obras para conter lama

MG – Barragens de três cidades mineiras vão passar por obras para conter lama

MG – Barragens de três cidades mineiras vão passar por obras para conter lama

MG – A Vale anunciou que vai realizar obras de contenção em três barragens de Minas Gerais até fevereiro de 2020. Segundo a mineradora, as estruturas de Macacos, distrito de Nova Lima, na região Metropolitana de Belo Horizonte e Itabirito e Barão de Cocais, na região Central, vão passar pelas obras pelos próximos cinco meses para que as mais de 1,2 mil pessoas que foram retiradas de suas casas possam voltar às residências.

MG - Barragens de três cidades mineiras vão passar por obras para conter lama
MG – Barragens de três cidades mineiras vão passar por obras para conter lama

 

Estas obras fazem parte do pacote de descaracterização que a mineradora vai realizar em nove estruturas com um investimento de R$ 7,1 bilhão. Nas três barragens a Vale deve destinar R$ 1,5 bilhão deste valor.

A informação foi divulgada pela empresa na tarde dessa terça-feira (24), em coletiva. A Vale ainda repassou o Plano de Desenvolvimento de Territórios de Impactados nas três cidades.

A população foi retirada como medida de proteção e deve voltar dentro deste prazo, porém aqueles que moram entre a barragem e os muros de contenção só devem retornar após o descomissionamento das estruturas que deve demorar até cinco anos.

Durante a coletiva na última terça-feira, a Vale informou que após o rompimento da barragem do Córrego do Feijão foram idealizados dois balanços de ações de compensação. Um determinava que os rejeitos da barragem de Brumadinho não contaminassem o Rio Paraopeba.

Ainda segundo a mineradora, ações vão ser realizadas nos eixos de mobilização, geração de ideias, empoderamento e execução de projetos com um investimento de R$ 190 milhões pelos próximos três anos.

A empresa deve realizar limpeza e desassoreamento do rio São João e disponibilizar equipamentos para hospitais de Barão de Cocais. Já em Itabirito, a empresa deve construir uma academia aberta e realizar reformas em bens públicos.

No distrito de Macacos, a Vale vai realizar ações para incentivar o turismo local. Esta foi um dos questionamentos da população do distrito de Nova Lima. Na última semana, em reunião na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Raul Franco, da Associação Comunitária de Macacos, afirmou que após o anúncio de possível rompimento da estrutura o turismo caiu na região. “A gente precisa de ações perenes durante um bom tempo para conseguir recuperar a nossa imagem”.

Tocador de áudio

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *