Vaga no Bolso

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Esporte » Brasileirão » Brasileirão 2019 – Na estreia de Abel Braga, Cruzeiro perde para o Goiás

Brasileirão 2019 – Na estreia de Abel Braga, Cruzeiro perde para o Goiás

Brasileirão 2019 – Na estreia de Abel Braga, Cruzeiro perde para o Goiás

Pelo quinto jogo seguido, o Cruzeiro saiu de campo sem saber o que é uma vitória no Campeonato Brasileiro. A noite desta segunda-feira marcou a estreia de Abel Braga, o terceiro treinador da Raposa neste calvário que tornou-se a competição para o time celeste nesta temporada. E nem mesmo com a inspiração de um novo comandante, que bancou os medalhões que desencadearam a saída de Rogério Ceni, o Cruzeiro conseguiu se safar de uma derrota para o Goiás por 1 a 0, gol marcado por Alan Ruschel, na segunda etapa, nas costas de um desligado Edílson. Foi a terceira vitória seguida do time esmeraldino, enquanto os celestes emendaram o 24º jogo seguido sem vencer fora de casa no Campeonato Brasileiro. 

Brasileirão 2019 - Na estreia de Abel Braga, Cruzeiro perde para o Goiás
Brasileirão 2019 – Na estreia de Abel Braga, Cruzeiro perde para o Goiás

 

Para piorar a situação, com 19 pontos e na 17ª posição, o Cruzeiro tem a certeza com o resultado desta noite que vai permanecer na zona de rebaixamento na próxima rodada mesmo em caso de vitória. A diferença para o Fluminense, o 16º, é de três pontos. Sem vencer no turno do Brasileiro, o time terá que buscar a recuperação diante de um complicado Internacional, no sábado, no Mineirão.

A deficiência do Cruzeiro é conhecida desde os tempos de Mano Menezes. Um time com capacidade para controlar a posse de bola, mas que não consegue transformar esse domínio em gol. As tabelas acontecem, as jogadas em profundidade com os jogadores abertos, como foi o caso de David na noite desta segunda-feira, mas na hora do capricho no último passe ou na hora do arremate, o Cruzeiro segue pecando.

As estatísticas ao fim da primeira etapa apontavam o Cruzeiro com 66% da posse de bola. Foram seis finalizações da Raposa, mas nenhuma no gol de Tadeu. O time sob o comando de Abel Braga mostrou volume, mas a mesma dificuldade nas transições de jogada do meio de campo para o ataque. A confiança era na mudança de mentalidade. Todavia o mesmo Cruzeiro esteve em campo.

Na segunda etapa, o torcedor do Cruzeiro sentiu o gosto do alívio por menos de cinco minutos. Aos 4 min do 2ºT, David ganhou na dividida, avançou pela direita e cruzou na medida para o toque preciso de Thiago Neves. Bola no fundo das redes. Uma celebração que foi silenciada pelo VAR. David, na origem do lançamento, estava em impedimento por praticamente centímetros.

O Cruzeiro sentiu a anulação do gol. O time perdeu muito de sua força ofensiva, deixando o Goiás gostar do jogo. Quando a fase é ruim, todas as coisas parecem puxar o time ainda mais para baixo. Aos 16 min, o castigo pela ineficiência na frente. Edílson entrou na segunda etapa na vaga de Orejuela. E foi justamente nas costas do lateral-direito bastante criticado pela torcida que Alan Ruschel apareceu sozinho dentro da área para fuzilar a meta de Fábio. Um completo banho de água fria para o torcedor do Cruzeiro. A queda de rendimento dos atletas foi visível. Thiago Neves perdeu o gás. Nem mesmo a dita velocidade de Ezequiel apareceu. A cada rodada, a jornada celeste fica ainda mais difícil. Um percalço de tropeços com responsabilidade dividida também entre os atletas, que seguem devendo. As desculpas vão ficando cada vez mais sem fundamento.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1 X 0 CRUZEIRO 

Motivo: 22ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019
Local: Serra Dourada, em Goiânia
Público: –
Renda: –
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (CBF-PE)
Cartões amarelos: Henrique, Thiago Neves e David (Cruzeiro)
Cartões vermelhos:
Gols: Alan Ruschel, aos 16 min do 2ºT (Goiás)

GOIÁS
Tadeu
Yago Rocha
Fábio Sanches
Rafael Vaz
Alan Ruschel
Gilberto
Yago Felipe
(Breno)
Léo Sena
Leandro Barcia
(Kaio)
Michael
Rafael Moura
(Papagaio)
Técnico: Ney Franco

CRUZEIRO
Fábio
Orejuela
(Edilson)
Dedé
Fabrício Bruno
Egídio
Henrique
Éderson
(Ezequiel)
Robinho
(Marquinhos Gabriel)
Thiago Neves
David
Sassá
Técnico: Abel Braga

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *