Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias
Curso - Fórmula da Eleição 2020
Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Justiça acata ação de improbidade contra ex-prefeito de Manga e sua mulher sobre desvio de R$ 348 mil

Norte de Minas – Justiça acata ação de improbidade contra ex-prefeito de Manga e sua mulher sobre desvio de R$ 348 mil

Norte de Minas – Justiça acata ação de improbidade contra ex-prefeito de Manga e sua mulher sobre desvio de R$ 348 mil

Norte de Minas – Nesta quinta-feira, 20, o ex-prefeito de Manga, Anastácio Guedes Saraiva (2013-2016), vulgo Anastácio da Funerária, irmão do deputado federal Paulo Guedes, ambos do PT, e a ex-primeira dama Jirlene Vieira Lima (fotos), tornaram-se réus na ação de improbidade administrativa nº.0009657-21.2017.8.13.0352. Ajuizada em março de 2017, a ação também está sendo movida contra Vânia Maria Botelho Magalhães, Diogo Saraiva Moreira, Cláudia Maria Ferreira Lopes,  Evaldo Moura Santos, Geovany Pimenta Lopo (irmão do atual presidente da Câmara Municipal de Manga, Israel Jarbas Pimenta Lopo) e Jercílio Vieira Lima (irmão da ex-primeira dama)

Norte de Minas - Justiça acata ação de improbidade contra ex-prefeito de Manga e sua mulher sobre desvio de R$ 348 mil
Norte de Minas – Justiça acata ação de improbidade contra ex-prefeito de Manga e sua mulher sobre desvio de R$ 348 mil

 

A ação de improbidade foi movida pelo Município de Manga e acusa o ex-prefeito haver deliberadamente nomeado e exonerado parentes e amigos em diversos cargos somente para que recebessem direitos trabalhistas de forma indenizada, em dinheiro, indevidamente. As manobras teriam possibilitado que os parentes e amigos do casal embolsassem mais de R$ 348 mil indevidamente, “comprovando nítido desvio de finalidade” e a existência de “elementos da ocorrência de conduta improba”, segundo parecer do Ministério Público.

“Tenho que há elementos indicativos mínimos para recebimento da inicial diante dos fatos narrados e da documentação apresentada”, observou o juz Paulo Victor de França Albuquerque Paes, da 1ª Vara Cível, Criminal e da Infância e da Juventude da Comarca de Manga, na decisão que deixou de acolher as defesas prévias, recebeu a ação e mandou intimar os réus para apresentarem contestação.

Contatados por um aplicativo de mensagens, Anastácio, Jirlene, Diogo e Geovany não se manifestaram sobre o assunto, até o momento da publicação. Não conseguimos contatar os demais réus.

As informações são do Blog de Blog do Fábio Oliva

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *