Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

MG – Pico da pandemia em Minas Gerais passa para meados de julho

MG – Pico da pandemia em Minas Gerais passa para meados de julho

MG – A nova previsão do pico da pandemia de coronavírus em Minas Gerais é para meados de julho, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). A última previsão, divulgada na semana anterior, era de pico no dia 10 de junho. O secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, atribui o adiamento ao isolamento social no Estado, e incentiva a adesão de todos os 853 ao programa Minas Consciente, que estabelece parâmetros para retomada de atividades no Estado. Atualmente, 87 cidades mineiras estão no programa.  

MG - Pico da pandemia em Minas Gerais passa para meados de julho
MG – Pico da pandemia em Minas Gerais passa para meados de julho

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (28), o secretário destacou que o número de casos registrados em um único dia durante o pico inicial, previsto em março, era de 14 mil doentes, mas agora o número deve ficar entre 2.000 e 3.000 registros em um só dia durante o pico, com diferentes níveis de gravidade.

“Vamos ter um pico mais retardado no tempo, em relação a outros Estados, e queremos que ele seja o mais suave possível, para depois mantermos uma transmissão linear. É fundamental entender que essa pandemia não acaba em julho e que continuaremos tendo transmissões ao longo do tempo, em Minas e em todos os Estados do Brasil”, pontuou, dizendo que a pandemia vai “durar mais de ano”.

O secretário afirmou, ainda, que o número de casos está dobrando no Estado a cada períodos de 12 a 14 dias. Se a margem diminuir, ele explica, isso indica aceleração da pandemia, enquanto um aumento dela indicaria desaceleração.

“Não podemos gastar todos os testes agora”, diz secretário

A Fundação Ezequiel Dias (Funed), recebeu 160.552 testes do tipo PCR do Ministério da Saúde, que resultaram na liberação de 20.967 exames, até o dia 26 de maio. O secretário de Saúde explicou que cada exame precisa de pelo menos três reações – ou seja, três kits de teste. Por isso, para a quantidade de exames realizados, foram gastos 65.236.

“Não podemos gastar todos os testes agora. Temos uma pandemia que vai durar mais de ano. Temos aumento de casos previstos para a frente e desabastecimento mundial de insumos. É de bom senso termos lógica e ordem neste momento e, não sair gastando testes simplesmente porque os temos. É a mesma lógica em casa: se tem salário, guarde um pouco, porque dias piores podem vir”, justificou o secretário.

Parte dos kits de testes de PCR estaria, ainda, sendo utilizada para diagnóstico de outras doenças. “Temos outros vírus que também são graves e levam a óbito. O H1N1 precisa ser testado”, disse Amaral.

Secretaria de Saúde envia 16 milhões de SMS sobre atendimento online

Cerca de 16 milhões mensagens de texto (SMS) vão ser enviadas a partir desta quinta-feira para lembrar os mineiros de baixar o aplicativo “Saúde Digital MG”. O app permite triagem e classificação de risco ao usuário, que também tem acesso a serviços de telemedicina pelo app – são cerca de 150 profissionais de saúde disponíveis, entre médicos, enfermeiros e psicólogos. Por ora, o aplicativo está disponível apenas para usuários de Android

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *