Últimas Notícias

Montes Claros – Faculdades Prominas têm o Núcleo de Estágio e Empregabilidade como um diferencial

Montes Claros – Faculdades Prominas têm o Núcleo de Estágio e Empregabilidade como um diferencial

Montes Claros – “O NESE teve um grande impacto na minha carreira, pois foi ele quem abriu as portas para que eu pudesse atuar como estagiário, conhecendo o mercado de trabalho e colocando em prática tudo aquilo que aprendi na faculdade.”

Montes Claros - Faculdades Prominas têm o Núcleo de Estágio e Empregabilidade como um diferencial
Montes Claros – Faculdades Prominas têm o Núcleo de Estágio e Empregabilidade como um diferencial Foto: Ascom Faculdades Prominas

 

O estágio é considerado como uma das etapas mais necessárias da vida acadêmica, pois além de contribuir para o desenvolvimento da carreira de todo profissional, ele possibilita para os estudantes conhecimento, competências e uma relação prática da teoria vista em sala de aula. Consciente dessa relevância, as Faculdades Prominas de Montes Claros têm em sua estruturação de setores o Núcleo de Estágio e Empregabilidade (NESE), que é responsável por fazer a ponte entre aluno e empresa.

Renata Athayde Rebello Gomes, que coordena o Núcleo, explica a importância da existência desse espaço e descreve um pouco do processo para seleção das empresas conveniadas.

“O nosso Núcleo de Estágio e empregabilidade é um diferencial para nossos alunos, já que através dele buscamos parcerias com empresas, consultores e até mesmo autônomos para oportunidades de estágios e vagas de empregos para nossos universitários ou egressos. Nos atentamos em empresas que são destaques no mercado de trabalho, por aquelas que nos procuram ou são parceiras de agentes de integração. Estamos sempre atualizando nosso catálogo de parceiros, para que nossos educandos tenham um leque de possibilidades”, afirma.

E nada mais válido para comprovar a eficácia do departamento que um aluno que foi atendido pelo mesmo. Esse é o caso do Pedro Victor Carvalho Martins, egresso da graduação de Sistemas de Informação e que, hoje em dia, já tem uma colocação na esfera trabalhista, na sua área, em uma entidade local sem fins lucrativos que presta assistência social às crianças e adolescentes com câncer.

“Comecei minha trajetória profissional por meio de estágios. No meu atual emprego, que é na Fundação Sara de Albuquerque, foi da mesma maneira: após adentrar na empresa como estagiário, me dei super bem com as tarefas realizadas diariamente e busquei  aprender através das novas experiências na área tecnológica, hoje estou atuando na função que escolhi para a vida e estou muito feliz por trabalhar fazendo algo que gosto. O NESE teve um grande impacto na minha carreira, pois foi ele quem abriu as portas para que eu pudesse atuar como estagiário, conhecendo o mercado de trabalho e colocando em prática tudo aquilo que aprendi na faculdade”, confirma.

O docente Ronaldo José dos Santos, que leciona no curso de Administração das Faculdades Prominas, estabelece que o estágio não proporciona ao discente somente um vínculo empregatício, ele desperta uma consciência no indivíduo.

“O estágio é um elo entre os conteúdos abordados nos módulos de ensino e a prática vivenciada pelo acadêmico, levando-o a observar, analisar e refletir sobre esta comunidade escolar e o seu papel enquanto profissional e agente de transformação social.

Essa primeira experiência será marcante na concepção que ele terá da profissão e na carreira que optará por seguir, além de proporcionar a construção da experiência que o mercado exige”, propõe.

Além disso, o educador explica que a oferta de estágios é um jogo de ganha-ganha:

“O estudante não é o único beneficiado da história; quem contrata um estagiário encontra um profissional sem vícios de trabalho, muito disposto a aprender e cheio de ideias novas. Dependendo da função, saber ouvir e ter vontade de colaborar são características muito mais importantes do que a experiência adquirida previamente. Muitos estagiários que se mostram proativos e eficientes podem ser contratados pelas empresas que os receberam, o que significa mais um funcionário capacitado para preencher o quadro de colaboradores”, complementa.

Renata Rebello, conclui falando sobre os ganhos na perspectiva acadêmica.

“A experiência é uma oportunidade de amadurecimento pessoal e profissional, pois permite uma vivência com equipes multidisciplinares e o desenvolvimento de um ‘networking. Estágios bem feitos trazem muitas oportunidades para a vida estudantil. Inclusive, muitos dos nossos alunos souberam aproveitar e foram contratados”, finaliza.

Por Hellen Patriny