Últimas Notícias

MG – Governo de Minas deixa oito das 14 regiões na Onda Vermelha na véspera do Natal

MG – Governo de Minas deixa oito das 14 regiões na Onda Vermelha na véspera do Natal

MG – A partir do próximo sábado (26), oito das 14 macrorregiões do estado estarão integradas à Onda Vermelha, de maior alerta com relação à pandemia de coronavírus, do programa Minas Consciente, que restringe as atividades comerciais. Decisão foi tomada nesta quarta-feira (23) pelo Comitê Extraordinário Covid-19.

Romeu Zema alertou a população para se cuidar durante as festas de fim de ano
Romeu Zema alertou a população para se cuidar durante as festas de fim de ano Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG

 

De acordo com o Executivo estadual, houve crescimento de 17% na incidência da doença em todo o estado na última semana. Conforme o governador Romeu Zema, o momento é de atenção.

“Este é um sinal de alerta. Por isso venho aqui pedir a todos os mineiros que evitem aglomerações, que neste final de ano façamos a nossa contribuição. Vamos tomar todas as medidas protetivas necessárias. Um 2021 melhor, com certeza, depende muito de cada um de nós”, disse.

Com isso, no Jequitinhonha, Leste, ​Leste do Sul, Nordeste,  Vale do Aço, Sudeste, Centro-Sul e Sul apenas serviços considerados essenciais poderão funcionar – a macrorregião Sul estava na Onda Amarela, mas teve regressão.

O que pode funcionar:

– Supermercados, padarias, lanchonetes, lojas de conveniência;
– Bares e restaurantes (somente para delivery ou retirada no balcão);
– Açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros;
– Serviços de ambulantes de alimentação;
– Farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop;
– Bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito;
– Vigilância e segurança privada;
– Serviços de reparo e manutenção;
– Lojas de informática e aparelhos de comunicação;
– Hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões;
– Construção civil e obras de infraestrutura;
– Comércio de veículos, peças e acessórios automotores.

As macrorregiões Centro, Norte, Noroeste, Oeste e Triângulo do Norte estão na onda amarela, fase na qual é permitida a abertura de alguns serviços não essenciais, como bares, salões de beleza, academias, clubes e lojas.

Apenas Triângulo do Sul permanece na Onda Verde do programa – nesta fase, atividades com alto risco de contágio, como feiras, cinemas e parques podem funcionar. Para avançar para esta onda, as cidades precisam estar há 28 dias consecutivos na Onda Amarela, sem sofrer retrocessos durante esse período.