Últimas Notícias

Qual a melhor arquitetura para o seu sistema: multi-tenant ou single-tenant?

Conheça as diferenças e vantagens de cada modelo.

As arquiteturas multi-tenant e single-tenant operam de maneira similar, mas para perfis de clientes e aplicações diferentes. Ao desenvolver uma plataforma SAAS (software as a service), é preciso analisar como ela será utilizada e quais recursos deve oferecer à empresa.

Com uma infraestrutura para e-commerce eficiente, você mantém as informações do seu negócio organizadas e seguras, além de garantir uma melhor experiência de compra para os seus consumidores. Para isso, você deve saber em qual arquitetura investir e como aplicá-la às necessidades da empresa.

Confira abaixo as diferenças e vantagens dos modelos single-tenant e multi-tenant e saiba qual é a melhor opção para o seu negócio.

Single-tenant

O modelo single-tenant é uma solução extremamente segura, uma vez que oferece uma base de dados única, com isolamento total das informações da empresa. Sendo assim, a aplicação se torna exclusiva para cada cliente, possuindo recursos específicos e armazenamentos personalizados.

Ao utilizar a arquitetura single-tenant, o usuário tem mais controle e flexibilidade em suas operações, evitando o compartilhamento de espaço, como a base de dados, algo comum no modelo multi-tenant.

A criação de servidores para os clientes é feita de maneira muito mais rápida e prática, devido ao fato de o sistema ser isolado dos demais. A performance também é um fator importante, sendo que, na arquitetura single-tenant, as empresas não sofrem com o impacto gerado pelos processos e atividades de outros clientes. Isso é possível graças ao isolamento dos servidores e da base de dados, oferecendo mais segurança e estabilidade para os usuários do sistema.

Outra vantagem do modelo single-tenant são os backups isolados. Isso permite que a empresa tenha fácil acesso a suas informações caso ocorra algum imprevisto. Além disso, fica a critério do cliente quando ele irá instalar as atualizações disponíveis na plataforma, dando mais autonomia para a empresa.

Multi-tenant

Já no modelo multi-tenant, as aplicações são centralizadas, agrupando informações de diversos clientes em uma mesma base de dados. A solução é capaz de identificar cada uma das empresas, concedendo acesso aos documentos corretos. Porém, a arquitetura compartilhada gera mais riscos, possibilitando o vazamento de dados.

Para evitar brechas na segurança do sistema, é preciso que a empresa desenvolvedora tenha cuidado redobrado ao separar e armazenar as informações de seus clientes. Criar códigos personalizados também é uma maneira interessante de garantir a integridade dos dados.

A arquitetura multi-tenant oferece menor complexidade para hospedagem e custos mais baixos, uma vez que a aplicação e seus recursos são compartilhados entre os clientes. Caso seja necessário, é possível ter múltiplos servidores de aplicação, gerenciados por um balanceador de cargas e com acesso a um mesmo banco de dados.

Dessa forma, existem diversas maneiras de identificar cada cliente, proporcionando mais segurança no processo e conectando o tenant aos arquivos certos. Porém, no modelo multi-tenant a escala horizontal das aplicações se torna mais complexa e pode sofrer com o aumento no volume de informações.

Uma das vantagens da arquitetura multi-tenant é a geração de relatórios, já que os arquivos ficam armazenados em um mesmo banco de dados, facilitando o processo para as empresas.

Conclusão

Para escolher a arquitetura ideal para o seu sistema, é preciso entender primeiro qual a necessidade da sua empresa. Depois, invista em uma opção single-tenant para manter as informações em segurança e com acesso exclusivo aos recursos. Com o modelo individual, o cliente tem uma base de dados isolada, evitando o vazamento de arquivos e documentos.

Já a arquitetura multi-tenant deve ser usada por empresas e instituições que não possuem exigências quanto ao acesso às informações, uma vez que os clientes compartilham a mesma aplicação. Além disso, é importante frisar que a segurança pode ser mais vulnerável neste modelo, exatamente por alocar todas as empresas em um mesmo espaço.

Agora, cabe a você decidir o modelo mais interessante para a sua empresa e como a solução pode contribuir para a organização e administração do seu negócio.