Últimas Notícias

Benefícios do colágeno para o corpo

Entenda qual a função do colágeno e saiba 5 benefícios dessa proteína para o corpo

Muito provavelmente você já ouviu falar do colágeno. Mas você sabe quais são suas funções? Este artigo explica, além disso, os sintomas de sua baixa produção. Continue lendo para saber mais!

O que é colágeno?

O colágeno, também chamado de colagênio, é um tipo de proteína. Ele ajuda a manter as células unidas, contribuindo para uma pele com mais firmeza e elasticidade. Desse modo, previne rugas, linhas de expressão e estrias. Além disso, uma boa produção de colágeno é essencial para a saúde das unhas e do cabelo.

Ademais, o colágeno faz parte da formação dos tendões, cartilagem, ossos, ligamentos das articulações e do tecido conjuntivo. O corpo produz o colágeno de forma natural, mas ele também pode ser encontrado em alimentos como carne e gelatina; suplementos alimentares e cápsulas e, ainda, em cosméticos, como hidratantes e géis.

5 benefícios do colágeno para o corpo

1. Prevenir a aparência de envelhecimento

A maior parte das células da pele é constituída por colágeno. Por isso, essa proteína é essencial para fortalecer a pele, aumentando a hidratação e a elasticidade. Com isso, ele ajuda a prevenir rugas e linhas de expressão, contribuindo para uma aparência mais jovial.

2. Fortalecer os ossos

Como o colágeno também faz parte da formação dos ossos, ele é essencial para firmar, estruturar e fortalecê-los. À medida que envelhecemos, a produção de colágeno diminui, o que deixa os ossos mais frágeis e menos densos, provocando dificuldade de cicatrização e um aumento na possibilidade de fraturas.

3. Aumentar a saúde dos cabelos e unhas

Por fazer parte das unhas e dos cabelos, uma boa produção de colágeno ajuda em seu fortalecimento. Estes ficam mais saudáveis, com boa aparência, já que o colágeno aumenta a resistência das unhas e contribui para o crescimento e maior elasticidade dos cabelos.

4. Aumentar a massa muscular

Para que os músculos estejam fortalecidos e funcionem corretamente, o colágeno é necessário. Nesse sentido, uma suplementação de colágeno pode auxiliar, aumentando a massa e força, já que promove a síntese de proteínas musculares.

5. Contribuir para a saúde do coração

Além de pele, tecidos conjuntivos, unhas e cabelos, o colágeno também faz parte da estrutura das artérias, aumentando a elasticidade dos vasos sanguíneos. Isso torna mais fácil o transporte de sangue do coração para o corpo.

Quando o corpo não está produzindo colágeno suficiente, as artérias ficam mais fracas. Isso aumenta o risco de uma doença cardiovascular chamada aterosclerose, cuja característica principal é o estreitamento de artérias e a possibilidade de infarto ou Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Benefícios da suplementação de colágeno

Existem diversos estudos que apontam os benefícios do colágeno para diversas partes do corpo. Eles afirmam que a suplementação ajuda a aumentar a força e elasticidade das partes do corpo que já são naturalmente compostas por colágeno.

Para a pele, por exemplo, a suplementação de colágeno pode, ainda, estimular a produção de outras proteínas, como a elastina e a fibrilina, que previnem rugas, ressecamento e envelhecimento.

Outra vantagem de usar suplementos com colágeno é fortalecer os ossos e, consequentemente, evitar dores e doenças como osteoartrite, osteoporose e osteopenia.

A suplementação de colágeno deve ser utilizada quando forem observados sintomas de uma menor produção, que podem ser evidenciados por rugas, linhas de expressão, estrias, pele fina, flacidez, cabelo ralo, perda de elasticidade na pele, enfraquecimento de ossos e articulações, etc. Em geral, esses sintomas aparecem a partir dos 50 anos.

Para tomar a decisão correta, é necessário consultar um médico, que deve avaliar os sintomas e decidir sobre a necessidade de suplementar.

Além da suplementação, existem alimentos que são fontes de colágeno, como gelatina, carnes brancas, vermelhas e frutas ricas em vitamina C (como laranja e mamão). Esses alimentos podem ser consumidos por quem enfrenta esse déficit.

Contudo, nem sempre o consumo de alimentos ricos em colágeno é suficiente para repor a quantidade que o corpo necessita. Desse modo, entra a suplementação, sempre sob supervisão de um médico.