Inicio » Nacional » Agentes da Polícia Federal estão em um imóveis de Aécio Neves em Belo Horizonte e no Rio

Agentes da Polícia Federal estão em um imóveis de Aécio Neves em Belo Horizonte e no Rio


Reviewed by:
Rating:
5
On 18 de maio de 2017
Last modified:18 de maio de 2017

Summary:

Agentes da Polícia Federal estão em um imóveis de Aécio Neves em Belo Horizonte e no Rio

Agentes da Polícia Federal estão em um imóveis de Aécio Neves em Belo Horizonte e no Rio

Agentes da Polícia Federal estão em um imóveis de Aécio Neves em Belo Horizonte e no Rio
Agentes da Polícia Federal estão em um imóveis de Aécio Neves em Belo Horizonte e no Rio

 

Agentes da Polícia Federal estão em imóveis do senador e presidente do PSDB, Aécio Neves (MG), no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte, na manhã desta quinta-feira (18/05/2017).

O presidente do PSDB foi acusado pelo empresário Joesley Batista de lhe pedir dinheiro em meio às investigações da operação Lava Jato. O valor de R$ 2 milhões foi rastreado e chegou ao senador Zezé Perrella (PMDB-MG).

Andreia Neves, irmã de Aécio, e Altair Alves, ligado ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) também são alvo da operação.

A Coluna do Estadão, do jornal “O Estado de S. Paulo”, apurou que a Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão nos gabinetes de Aécio e Zezé Perrella no Senado. O presidente do PSDB foi acusado pelo empresário Joesley Batista de lhe pedir dinheiro em meio às investigações da operação Lava Jato.

Dono do maior grupo de produção de proteína animal do mundo, Joesley gravou o presidente Michel Temer dando aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha. Ele disse à Procuradoria-Geral da República (PGR) que fazia pagamentos para evitar que o ex-deputado falasse o que sabe a investigadores.

A revelação foi feita pelo colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”. O empresário também teria gravado Aécio lhe pedindo R$ 2 milhões. O valor teria sido entregue a um primo do senador, em espécie, que teria levado as notas para uma empresa de Perrella.


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaços abaixo são destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail valido).