Últimas Notícias

Quatro brasileiros morrem em ataque atribuído ao PCC em discoteca no Paraguai

Quatro brasileiros morrem em ataque atribuído ao PCC em discoteca no Paraguai

Pelo menos quatro pessoas de nacionalidade brasileira morreram e outras seis ficaram feridas nesta segunda-feira (24/07/2017) depois de serem atacadas com armas de fogo em uma discoteca na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na fronteira com o Brasil.

Quatro brasileiros morrem em ataque atribuído ao PCC em discoteca no Paraguai
Quatro brasileiros morrem em ataque atribuído ao PCC em discoteca no Paraguai

 

Alguns veículos de imprensa locais atribuíram a agressão à organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). A informação é da EFE.

As vítimas, dois homens e duas mulheres com idades compreendidas entre 18 e 24 anos, morreram em consequência dos disparos realizados durante a madrugada por dois desconhecidos um recinto da discoteca Áster Office, informou a Divisão Regional de Homicídios do Paraguai.

Além dos mortos, seis pessoas, de nacionalidades brasileira e paraguaia, com idades entre 21 e 28 anos, também ficaram feridas e foram levadas para hospitais de Pedro Juan Caballero. Segundo informações, os agressores utilizaram um fuzil automático e pistolas de nove milímetros durante o ataque, que continua sob investigação.

A imprensa de Pedro Juan Caballero não descarta que o episódio esteja ligado a um ajuste de contas entre o PCC e um grupo rival.

De acordo com as informações da Polícia Paraguaia, as quatro pessoas assassinadas forma identificadas como:

Gabriele Antonela de Oliveira, brasileira de 18 anos,  Sabrina Martins Dos Santos, brasileira de 24 anos,  é que foram as primerias vítimas a  serem identificadas, as duas outras duas vítimas fatais de sexo masculino ainda não foram identificadas, mais segundo fontes da polícia provavelmente são brasileiros.

Lista das vítimas:

Hospital Regional

Cinthia Carolina Fernández, do Paraguai de 19 anos.

A.B. , do Paraguai de 17 anos.

Hospital Viva Vida

Valter Ulisses Martins Silva, Brasileiro de 21 anos.

Leandro Maciel Bittencourt, Brasileiro de 21 anos.

Denis Kawasoko, do Paraguai.

Sanatorio San Lucas

Jorge Enrique Yunis Ledezma, do Paraguai de 21 anos.

Sergio Javier Orlando Galeano, do Paraguay de 21 anos.

Víctor Inocencio Benítez, do Paraguay de 28 anos.

Carlos Augusto Coronel Fleitas, do Paraguay de 21 anos.

Pedro Lucas de Moraes, do Paraguay.

Jessica Paola Romero, do Paraguay.

Ás hipóteses sobre o  ataque  no qual pagaram vítimas inocentes, é que guardariam estreita relação com “soldados” do PCC, e que o objetivo final seria um homem de apelido “Galã”, considerado líder da fação criminosa que vem atuando, ao igual que uma outra fação similar, livremente  na fronteira, inclusive com a proteção de autoridades polícias, e judiciais do Paraguay.