Inicio » Mais Seções » Beleza » Beleza – Sabonetes antiacne realmente funcionam?

Beleza – Sabonetes antiacne realmente funcionam?

Beleza – Sabonetes antiacne realmente funcionam?

Beleza - Sabonetes antiacne realmente funcionam?

A acne pode aparecer ao longo de toda a vida. E se você possui predisposição genética para uma maior produção sebácea, saiba que está vulnerável ao problema.

Embora não tenha cura, ele pode ser controlado e uma das melhores formas de prevenção é limpar o rosto com sabonetes para pele oleosa e com acne. Pensando nisso, testamos cinco produtos líquidos e três géis para descobrir se, realmente, funcionam.

Temos boas notícias. De modo geral, vimos em laboratório que todos cumprem bem o papel de reduzir e controlar a oleosidade da pele. Portanto, contribuem para a prevenção da acne. Eles também foram avaliados por 30 consumidoras, que confirmam o bom desempenho.

Para prevenir a acne, esses sabonetes têm agentes limpantes e componentes que atuam contra a doença, como o ácido salicílico, presente em todos os produtos testados. Esse ativo é esfoliante, diminui a contaminação por fungos e bactérias e ajuda a regular a oleosidade da pele.

Em geral, você pode lavar o rosto duas vezes por dia com o sabonete ou de acordo com a indicação do seu dermatologista. Assim, você pode evitar o “efeito rebote” – quando há a remoção excessiva da oleosidade e da proteção natural da pele, o organismo tenta se proteger das agressões, produzindo mais gordura, o que piora a acne.

Saiba como escolher o sabonete ideal para a sua pele

E será que os alimentos também influenciam na acne? Estudos apontam que dietas com alto índice glicêmico (doces, pães, biscoitos) e consumo excessivo de leite podem piorar o quadro. Eles mostram que o organismo, ao receber picos de açúcar, coloca, rapidamente, a insulina (hormônio que controla a taxa de glicose) em ação para lidar com as alterações. E, com a desregulação hormonal, surge a acne.

Se você se preocupa com o uso de cosméticos, saiba que não precisa abrir mão deles. O problema é que muita gente acaba optando por produtos ricos em óleo ou se esquece de retirar a maquiagem corretamente, o que acaba entupindo os poros e causando a acne. Prefira os produtos oil-free, ou seja, os não-comedogênicos, ideais para a pele oleosa porque não estimulam a acne.

Veja como fizemos o teste

Entre os sabonetes testados, o La Roche-Posay se saiu melhor na redução do excesso de oleosidade da pele, seguido pelo Neutrogena. Por outro lado, o Dermotivin e o Asepxia foram os menos eficientes na função, embora ainda considerados aceitáveis.

Todos os produtos também se mostraram capazes de controlar a oleosidade após o uso contínuo. Mais uma vez, o La Roche-Posay se destacou com o melhor resultado, e o Darrow vem logo depois. O Clean&Clear e o Asepxia mostraram a menor eficiência, mas ainda são aceitáveis.

Cada um dos sabonetes também foi avaliado por 30 mulheres. Elas responderam a questões sobre diversos aspectos – odor, consistência, quantidade de espuma, sensação de limpeza, ressecamento da pele e diminuição da oleosidade, entre outros. Neste teste em uso, o Vichy foi o mais apreciado pelas usuárias, enquanto o Asepxia mostrou a menor satisfação.

Sobre a rotulagem, as notícias também são positivas. A maior parte apresentou informações legíveis e bem organizadas. Apenas o Neutrogena, no entanto, traz excesso de dados e letras pequenas, o que dificulta um pouco a leitura.


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaços abaixo são destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail valido).